Gramática

Tempos verbais em inglês

Written by Rafael Teixeira

Os tempos verbais em inglês são essenciais para uma comunicação eficiente. Se você é daqueles que ouvem sobre tempos verbais e já começam a sentir tontura, uma boa notícia: na língua inglesa, a quantidade de tempos verbais e diferenças é significativamente menor do que na língua portuguesa.

Por isso, o aprendizado tende a ser muito mais fácil e rápido – principalmente para quem já compreende a necessidade da utilização dos diferentes tempos verbais em inglês para comunicar-se bem.

Confira os tempos verbais em inglês, para que servem e exemplos de seus usos:

Simple Present

O simple present é a tempo verbal presente, utilizado para
expressar coisas que são, que estão, que costumam acontecer habitualmente, que são dadas como certas, e que são expressas em sua forma atual, no infinitivo.

É o caso de exemplos como:

– I travel by bus.

– She always feeds the dog.

– They say it every time.

Present Progressive – Presente Continuous

O presente progressive é um dos tempos verbais em inglês, utilizado para demonstrar a continuidade ou o acontecimento momentâneo de uma ação no período indicado pelo interlocutor.

Utiliza-se a adição do verbo “to be” e do sufixo “-ing” para indicar que algo está acontecendo, ou costuma estar acontecendo em relação ao que é dito. É o caso de exemplos como:

– I am working right now.

– He is always talking to her about his job.

– They are sleeping, don’t call.

Trata-se de um dos tempos verbais em inglês considerados versáteis, pois pode expressar ações futuras, dadas como certas e que acontecerão com certa precisão. É o caso de:

– We are leaving Brazil this summer.

– I am staying at her house next week.

Simple Past

O simple past, ou passado simples, é o tempo verbal em inglês utilizado para determinar algo ocorrido no passado. Geralmente indicam coisas ocorridas ontem, semana passada, ano passado, século passado e eventos temporalmente ultrapassados em relação ao interlocutor e ao tempo presente.

A regra geral é a utilização do sufixo “ed” ao final do verbo conjugado no simple past. Há, no entanto, exceções, que são os chamados verbos irregulares, que apresentam forma própria de conjugação, e é necessário conhecê-los individualmente, pois não há regra que defina a transição dos verbos irregulares.

Exemplos de utilização do Simple Past são:

– She cried too much yesterday.

– I wrote a letter for her.

– They ate the whole chicken.

– We talked to him last week.

Present Perfect Tense

O Present Perfect é utilizado para definir algo passado que está diretamente associado a uma consequência no presente. Por isso, costuma ser acompanhado de advérbios que estabeleçam essa conexão de forma clara, como “yet” (ainda), “just” (recém), “lately” (ultimamente), e etc.

Ele é composto pelo “have” em sua forma presente (have e has), mais o particípio do passado do verbo que será o principal no present perfect. É o caso de exemplos como:

– I have already eaten all my meal.

– She hasn’t eaten her vegetables yet.

– They have replied all my messages so far.

Past Progressive – Past Continuous

O Past Progressive é a versão dos fatos passados do Present Continuous. Isso significa que utiliza-se a mesma estrutura, mas no passado, para descrever ações e fatos ocorridos em um tempo anterior ao atual.

Sua fórmula geral é a utilização do verbo “to be” no passado (was, were), mais o sufixo “-ing” após o verbo principal. É o caso de situações como:

– The phone was ringing when I opened de door.

– He was singing while everyone was yelling.

– They were working when I last checked.

Past Perfect

Assim como os tempos verbais em inglês que tratam de ações contínuas, o Past Perfect é a versão “passada” do Present Perfect Tense. Por isso, utiliza a mesma estrutura no passado: “have” no passado (had, has) como auxiliar, mais o verbo principal no particípio.

Geralmente utiliza-se este tempo verbal para contar algo que aconteceu no passado em relação a outros fatos passados. É o caso de:

– I had already eaten when he arrived.

– I had finished the job before he asked me to cancel it.

Simple Future

Utiliza-se o simple future para definir os verbos no future. Sua estrutura é utilizar o verbo no infinitivo, precedido de will (ou will not, won’t, em casos de negativas). Exemplos são:

– I will call you tomorrow.

– She will come next week.

– They won’t forget this.

Future Progressive – Future Continuous

O present progressive, como já se pode imaginar, é a forma de atribuir continuidade a uma ação ou fato que ocorrerá no futuro, aos moldes do Present Progressive e do Past Progressive, mas em outro tempo.

Utiliza-se a mesma estrutura, mas o verbo to be é definido no futuro, através do conjunto “will be”, mais o sufixo “-ing” após o verbo principal.

– I will be reading this while I wait.

– He will be dancing much better next month.

– We will be arriving at this time tomorrow.

Future Perfect

O future perfect é utilizado para tratar de um fato futuro no momento em que é dito, mas trata-se de algo passado em relação a outro elemento da mesma oração. Utiliza-se o “will have” como um auxiliar que antecede o verbo principal, que é utilizado no particípio do passado.

É o caso de:

– I will have leaved when you finally show up.

– He will have grown when I see him again.

About the author

Rafael Teixeira

Leave a Comment