Vocabulário

Cores em Inglês: vocabulário e dicas de uso

Written by Rafael Teixeira

Saber falar as cores em inglês é parte essencial do vocabulário básico a ser formado por quem quer aprender a nova língua. Assim como números, dias da semana e palavras de direcionamento, saber falar as cores é essencial para uma comunicação eficiente, pois são expressões muito comuns e podem auxiliar na explicação de outras palavras que você desconhece.

No caso das cores em inglês, a memorização é bastante simples, pois existem vários exemplos fáceis de associar. Além disso, alguns macetes são muito parecidos com os que já estamos acostumados na língua portuguesa, o que facilita o processo.

Saiba como falar sobre as principais cores em inglês, como utilizar elas em seu vocabulário, e algumas dicas para dominar o assunto:

Color ou Colour?

A primeira dúvida sobre as cores em inglês surge antes mesmo que a primeira delas seja apresentada. Embora a pronúncia seja a mesma, existem diferentes grafias facilmente encontradas em vários materiais sobre o assunto: color e colour.

Na prática, as duas estão corretas – são apenas distinções feitas de acordo com o país onde são faladas. As duas maiores referências de língua inglesa na atualidade são a Inglaterra e os EUA. No caso britânico, escreve-se “Colour”, enquanto nos EUA escreve-se “Color”, com apenas cinco letras.

Fenômeno parecido ocorre com a cor cinza, escrita como “Gray” nos EUA, e como “Grey” na Inglaterra e outros países herdeiros do inglês mais próximo ao britânico. A menos que você esteja em alguma avaliação formal sobre questões locais, as duas formas são aceitas e compreendidas.

As cores básicas

As cores básicas que serão apresentadas são basicamente aquelas encontradas no arco-íris, mais as variações neutras. Confira:

Preto: Black;

Marrom: Brown;

Cinza: Gray/Grey;

Branco: White;

Amarelo: Yellow;

Laranja: Orange;

Vermelho: Red;

Rosa: Pink;

Roxo: Purple;

Azul: Blue;

Verde: Green;

Cores claras e escuras

Outra forma comumente utilizada para descrever cores é a utilização de certas intensificações sobre sua presença. É o que em português chamamos de uma cor “clara” ou “escura”, como azul escuro ou verde claro.

Para fazer menção às cores em inglês em suas intensidades, é necessário considerar uma regra. Na língua inglesa, os adjetivos são posicionados antes do substantivo. Portanto, a qualificação é posicionada antes da cor.

Para cores claras, utiliza-se o adjetivo “light”. Azul claro é, portanto, “light blue”, assim como verde claro é “light green”. Já as cores escuras são referidas como “dark”, como “dark blue” e “dark green”.

No caso das cores claras, é especialmente importante posicionar o adjetivo corretamente, pois “light” também é um substantivo que significa luz. Se você o utilizar inadequadamente e tentar falar verde claro com “green light”, estará falando, na prática, “luz verde”, o que é totalmente distinto de sua intenção inicial.

Rosas, laranjas e cinzas

Algo curioso sobre as cores em inglês é que algumas associações são feitas da mesma forma que na língua portuguesa. É o caso da cor laranja e a fruta laranja. Na língua inglesa, ambos são “orange”. Pode-se dizer, portanto, que “an orange is orange”, ou seja: uma laranja é laranja.

A regra, no entanto, não vale para outras associações da língua portuguesa, como a cor rosa e cinza. Enquanto a cor rosa é “pink”, a flor de mesmo nome é “rose”. A cor cinza, que pode ser “grey” ou “gray”, nada tem a ver com a palavra “cinza”, como os restos físicos de algo queimado, que é “ash”. Cuidado para não confundir essas associações!

About the author

Rafael Teixeira

Leave a Comment